• Rodolpho Hoth Hoth

Dilma e Gleisi na Rússia às véspera da #vazajato

Liderança da facção do Partido Comunista reuniu-se com uma delegação do Partido dos Trabalhadores do Brasil

MATÉRIA ORIGINAL: http://duma.gov.ru/en/news/45218/

A matéria, publicada por The State Duma - The Federal Assembly of the Russian Federation relata o que segue.

Durante a reunião, foram discutidos assuntos de cooperação interestadual, interparlamentar e interpartidária entre os dois países.

Em 4 de junho de 2019, o primeiro vice-presidente da Duma do Estado Ivan Melnikov e chefe da facção do Partido Comunista no Estado Duma Gennady Zyuganov recebeu a liderança do Partido dos Trabalhadores Brasileiro, liderado pela ex-presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Dilma Rousseff

Durante a reunião, foram discutidos assuntos de cooperação interestadual, interparlamentar e interpartidária entre os dois países.

Notou-se que o Brasil continua sendo o parceiro russo mais importante tanto no continente latino-americano quanto no sistema de política externa em geral.

Na reunião, ressaltou-se que Rússia e Brasil precisam manter “a atitude positiva que se desenvolveu entre dois países durante o período em que o Partido dos Trabalhadores está no poder”. “Pagaremos o grande tributo por nossas boas relações com  o ex-presidente do Brasil, o fundador do partido Lula da Silva e você, Sra. Rousseff. Como presidente, você veio ao nosso país e assinou muitos documentos importantes sobre cooperação em várias esferas”, disse Ivan Melnikov.

As partes manifestaram-se a favor de um maior desenvolvimento integral da cooperação e interação entre a Rússia e o Brasil em bases bilaterais e multilaterais, particularmente no formato dos BRICS.
A delegação russa era composta por Dmitrii Novikov, Primeiro Vice-Presidente da Comissão de Assuntos Internacionais, e Maksim Shchablykin, membro da Duma do Estado, Coordenador do Grupo Parlamentar de Relações com o Parlamento do Brasil. A delegação brasileira incluiu Gleisi Hoffmann, presidente do Partido dos Trabalhadores do Brasil, secretária-geral do Partido e secretária do Partido em Assuntos Internacionais.

Vejam bem, Dilma Rousseff, acompanhada de Gleisi Roffmann, fizeram uma visita — secreta — à Rússia há cerca de dez dias. Ambas estiveram em Moscou entre os dias 4 e 5 de junho, para uma reunião "abafada" com o Partido Comunista Russo. Ou seja, “casualmente” 5 dias antes de Glenn Greenwald publicar a bomba semiótica “#VazaJato


Por que o encontro não foi noticiado? Porque as comunistas brasileiras não anunciaram em suas redes sociais? Será que as denúncias publicadas pelo #PavãoMisterioso te algum fundamento? Teria mesmo o hacker russo Evgeniy Mikhailovich Bogachev, conhecido como Slavic (hacker mais procurado do mundo e a serviço do serviço secreto russo) recebido 84 BTC (US$ 308 mil) para invadir o Telegram de Juízes e Procuradores Federais do Brasil? No mínimo estranho. Isso precisa ser investigado a fundo?

A reunião aconteceu de FATO, a relação entre o encontro e a invasão hacker é apenas uma hipóte.

Por Fatos e Verdades com Rodolpho Hoth Hoth



32 visualizações

©2018 Rodolpho Hoth Hoth

LIGUE

(61) 98244-5800
 

© 2016 por Rodolfo Hoth. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now