• Rodolpho Hoth Hoth

FIES - Estudantes endividados e donos de faculdades milionários

Atualizado: 4 de Set de 2019

Se há algo que o FIES forma bem são devedores.

A operação Vagatomia, realizada pela Polícia Federal, no cumprimento de 77 mandados, prendeu nesta terça feira (3/9/2019), José Fernando da Costa, dono da Universidade Brasil, além de seu filho e outras 20 pessoas incluindo presidente e o vice do Fernandópolis Futebol Clube que foram indiciados pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas de informações e estelionato majorado, cujas penas somadas podem chegar a 30 anos de reclusão.

A Operação Vagatomia investiga esquema de fraude na concessão do Fies e também na comercialização de vagas e transferências de alunos do exterior, principalmente Paraguai e Bolívia, para o curso de medicina em Fernandópolis (SP). Após meses de investigação, a PF concluiu que o chefe da organização criminosa é o dono da universidade onde as fraudes aconteciam, que também ocupa o cargo de reitor.

A operação calcula que nos últimos cinco anos (herança petista), aproximadamente R$ 500 milhões do Fies e Prouni foram concedidos fraudulentamente e ainda a venda de vagas para o curso de medicina.


Por Carla Zambelli

Vagatomia significa secção cirúrgica do nervo vago, empregada nos casos de úlceras.

Enquanto vários estudantes, muitos dos quais sequer concluíram seu curso superior, encontram-se com débitos que por vezes alcançam valores superiores a R$50MIL, donos de faculdades se enriquecem com recebimentos de verbas que deveriam custear os estudos de jovens carentes.

De acordo com dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), 59% dos 899.957 contratos em fase de consignação estavam com pelo menos um dia de atraso no pagamento em janeiro.

Isso significa que 3 em cada 5 estudantes que usaram o Fies para pagar a faculdade estão inadimplentes. A grande maioria (45%), por mais de 90 dias. A dívida acumulada por esses acordos já ultrapassa R$ 13 bilhões, um recorde na história do fundo, que está completando 20 anos de existência.


13,1 BILHÕES de débitos inadimplentes

Não recomendo o Fies para ninguém. Meu nome está sujo desde 2007 e não consigo fazer um acordo para pagar a dívida referente ao período em que usei o crédito estudantil — conta William Costa, em declaração feita à ABMES, sonhando recomeçar a graduação em Educação Física em 2020.

Fonte: FNDE e Abmes, com informações do R7


Rodolpho Hoth Hoth

Jornalista Reg.n.12674/DF

www.fatosverdades.com

156 visualizações

©2018 Rodolpho Hoth Hoth

LIGUE

(61) 98244-5800
 

© 2016 por Rodolfo Hoth. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram