• Rodolpho Hoth Hoth

Ex-Delegado da PF que denunciou fraude nas urnas vive asilado na Suiça

Sobre ser considerado foragido da Interpol afirma: "Estou aqui na Suíça desde outubro de 2015 como asilado politico. O processo está sob sigilo e nunca recebi nenhuma intimação".


Protógenes participou de várias investigações de grande efeito nos meios de comunicação como:

  • O caso Corinthians/MSI por evasão de divisas e lavagem de dinheiro,

  • As fraudes da arbitragem do Campeonato Brasileiro de Futebol em 2005,

  • Remessas ilegais de dinheiro por Paulo Maluf e Celso Pitta para paraísos fiscais

  • Prisão de Law King Chong, o maior contrabandista do Brasil.

  • Operação Satiagraha

  • Operação Monte Carlo

  • CPI das Provatizações

  • CPI do Cachoeira

Em 2010, foi eleito deputado federal pelo estado de São Paulo obtendo 94.906 votos válidos. Tomou posse em 1° de fevereiro de 2011.

Em 2014, quando ainda era deputado federal pelo Partido Comunista do Brasil de São Paulo, foi condenado pelo STF por vazar informações sigilosas durante a Operação Satiagraha. Ainda em 2014, Protógenes candidatou-se a mais um mandato, mas não foi reeleito, momento no qual ele informou ter identificado evidências de fraudes nas urnas eletrônicas.

No ano seguinte, foi demitido demitido da Polícia Federal por revelar “segredo do qual se apropriou em razão do cargo”.

Abaixo trecho de entrevista concedida a Mariana Godoy na Rede TV.



Com esse histórico de excelentes serviços a sociedade atuando em operações de grande relevância, seguindo a sequência dos fatos, a condenção de Protógenes pelo STF seguida de sua exoneração da Polícia Federal, dentro de um contexto de denúncias de fraudes em Urnas Eletrônicas envolvendo o próprio cargo de Presidente da República é no mínimo controversa.

Ao leitor, suas próprias conclusões.


Rodolpho Hoth do Reis

Jornalista reg.12674/DF

www.fatosverdades.com


124 visualizações0 comentário