• Rodolpho Hoth Hoth

Diga-me com quem andas...

Novo reforço para o GDF contraria a promessa do "Tempo de Renovação".

O Slogan é bonito, promissor, mas as ações efetivamente tomadas mostram o contrário.


A mais nova "aquisição" como Secretário Executivo da Secretaria de Atendimento à Comunidade, chefiada por Severino Cajazeiras, é Artur da Cunha Nogueira, condenado por peculato e corrupção passiva na época em que foi administrador regional no governo de José Roberto Arruda (PR).


Artur da Cunha Nogueira também teve suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (Relatório de Auditoria nº 09/2011- DIRAG/CONT) na época em que foi administrador de Planaltina.


DECISÃO do Ministério Público de Contas determinou a INABILITAÇÃO de Artur Nogueira para o exercício de cargo ou função comissionada.


Dentre várias constatações do Corpo Técnico do TCDF, os valores pagos durante sua administração a uma banda musical foram sobremaneira majorados sem justificativa plausível e em um curto espaço de tempo, sem justificativas dos preços, contrariando o Parecer nº 393/2008 – PROCAD/PGDF e Lei 8.666/93.


Veja trecho da decisão que julga as contras como IRREGULARES, determina pagamento de multa, a INABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE CARGO OU FUNÇÃO COMISSIONADA e apuração de valores de DANOS AO ERÁRIO para ressarcimento.


Confira na íntegra o Parecer 0649/2017 MF - Ministério Público de Contas do Distrito Federal no arquivo abaixo: