• Rodolpho Hoth Hoth

Dando nomes aos bois - Custos do Toyota de R$ 85.000,00

É mais vantajoso para administração pública adquirir veículos ou alugá-los?


Apenas para refletir sobre o assunto, motivado pelo vídeo em que um colega próximo critica o fato de Deputados Distritais alugarem veículos ao invés de adquiri-los, fui em busca dos gastos que envolvem a propriedade de veículo automotor, obtendo um valor de custo mensal de R$4.134,49 (quatro mil, cento e trinta e quatro reais e quarenta e nove centavos), conforme demonstrarei abaixo; valor este superior ao aluguel de R$3.800,00 apresentado no vídeo.


O cálculo representa valores estimativos, mas suficiente para demonstrar que alugar um veículo pode sim ser mais vantajoso. Com o detalhe de que não podemos comparar valor presente com valor futuro sem considerar a figura do juros.


Primeiramente, para fins de cálculo, considerando a marca informada, Toyota, e valor informado, de R$85.000,00 a pesquisa retornou o modelo 'Toyota Hilux 3.0 SR 4x4 CD 16v Turbo - Intercooler Diesel 4P Manual', ano 2015.


Identificado o veículo compatível com a matéria veiculada, a partir da marca e valor divulgados no vídeo, lançamos os dados na planilha "QUANTO CUSTA UM CARRO", obtida em http://www.eutenhoumplano.com/ferramentas-para-blog/custoscarro


Sem contar o valor desembolsado na aquisição à vista de R$85.000,00 o resultado obtido, a título de custo mensal de veículo com as características informadas é de R$1938,66 (mil novecentos e trinta e oito reais e sessenta e seis centavos); reforço, para veículo adquirido à vista, ou seja, sem juros de financiamento.


Essa conta inicial considera apenas gastos com SEGURO, IMPOSTOS, MANUTENÇÃO E DEPRECIAÇÃO que são embutidos no valor de locação.


Dividindo os R$85.000,00 necessários para aquisição por 48 meses, tempo de duração de um mandato, o "gasto" para "juntar" esse valor seria de R$1.770,83, entretanto, um cálculo mais rigoroso consideraria o custo do dinheiro no tempo, ou seja, os juros vinculados a um possível financiamento.


Mas você vai me dizer: "FOI COMPRADO À VISTA!". Te respondo: ok, e este dinheiro empenhado na aquisição de um bem a vista e não aplicado em poupança (que tem baixa remuneração), foi gasto e deixou de render R$425,00 (quatrocentos e vinte e cinco reais) mensais, sim, na poupança, considerando taxa média de 0,5%, o valor empregado na compra do bem deixa de gerar um "lucro" de R$425,00 ao mês.


Detalhe, veículos deste porte, na maioria das vezes, possuem rastreador veicular, que também representaria despesa a ser considerada, mas neste caso, excluí gastos com rastreadores e dispositivos anti furto. Também não foi considerado possível gasto com blindagem, frequentemente utilizada em veículos alugados para autoridades.


Somando tudo, se você optar em adquirir um veículo de R$85.000,00 ao invés de alugá-lo, o seu "gasto" mensal será de aproximados R$4.134,49.


+ R$ 1.770,83 (valor do veículo diluído no tempo 48 meses) + R$ 425,00 (perda em aplicação na poupança)

PESQUISA VEÍCULO TOYOTA DE R$85.000,00

PESQUISA TOYOTA DE R$85.000,00

PESQUISA SEGURO COMPLETO PARA TOYOTA HILUX DE R$85.000,00

SEGURO COMPLETO TOYOTA HILUX DE R$85.000,00

A administração pública federal, por meio do seu corpo técnico lotado no Ministério da Economia, Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, após estudos realizados, optou pela utilização de frota terceirizada, adotando o modelo de transporte por demanda, tipo Uber, chamado de TaxiGov.



R$17,4 MILHÕES ECONOMIZADOS

A medida foi adotada tendo em vista que os gastos oriundos na manutenção de frota própria superavam e muito os gastos com locação de veículos ou transporte por demanda.


Quando um órgão adquire frota própria, além de dispor de um alto capital que ficará imobilizado, se depreciando com o tempo, ainda assumirá gastos com guarda, conservação, manutenção, IPVA, Licenciamento, Seguro obrigatório, seguro contra sinistros, condução do veículo e por vezes rastreadores.


Assim, para dar nomes aos bois, creio que seja indispensável examinar os estudos já realizados pelo Ministério da Economia ou, em contas simples, considerar todos os custos já embutidos na locações de veículos, quais sejam: seguro, IPVA, Licenciamento, Seguro Obrigatório, depreciação, rastreador, dispositivos anti furto, blindagem, dentre ouras possibilidades oferecidas pelas locadoras.


Antes de bater o martelo, é necessário avaliar. Fica a minha contribuição para o tema.


Eu sou Rodolpho Hoth Hoth com Fatos e Verdades.

Jornalista Reg.n.12674/DF


165 visualizações

©2018 Rodolpho Hoth Hoth

LIGUE

(61) 98244-5800
 

© 2016 por Rodolfo Hoth. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now